Sevilla, Espanha

Torre da Giralda na maior catedral gótica do mundo
Sevilla, a capital da Andalucia, é uma cidade-mosaico, tem tradição católica misturada numa estética árabe. Tem um centro histórico com ruelas e becos por onde os touros corriam e tem amplas avenidas beira rio com pontes do Calatrava. Tem charretes antigas com turistas passeando pelas ruas e tem um moderno sistema de transporte, com metrô e tranvia cruzando o centro num silêncio educativo. Os pontos mais tradicionais são a torre da Giralda na segunda maior catedral do mundo e o Real Alcazar (onde visitei o salão em que Colombo organizou a primeira viagem às américas).

Patio de las Doncellas, no Real Alcazar
Cidade vista da torre da Girona, em destaque a cúpula da catedral

Jardins e fontes do Real Alcazar e turistas num banho de sol.
Foram muitas as paisagens distintas, aqui postarei algumas fotos das mais de centenas que registrei neste meu passeio por lá.


O Real Alcazar tem uma arquitetura muito peculiar, de estilo mudejar, quando os materiais árabes-mulçumanos eram aplicados e desenvolvidos pelos artesãos cristianos. O Resultado é uma estética detalhada, com reaproveitamento de materiais de construção, um respeito muito grande à água e uma presença marcante de pátios internos.
Cadetral de Sevilla e torre da Giralda ao fundo



A paisagem de Sevilla mostra com muita delicadeza o contraste as pontes estaiadas que ligam o rio Gualdaquivir às outras margens (o novo) e as torres das inúmeras igrejas de uma cidade de tradição católica (antigo). Apenas a partir de uma certa altura podem-se observar no skyline da cidade as pontes e novos edifícios. A outra margem "la otra orilla" é uma região com outra proposta urbanística, onde foram implantados os projetos da Expo92, possui grandes lotes e rica infraestrutura, hoje um tanto subutilizada, pois os edifícios da expo permaneceram monofuncionais, embora alguns abrigem universidades, teatros, museus, etc.


Mais uma vez falando do Alcazar, desta vez dos enormes jardins e fontes que nele existem. É um grande pulmão verde na cidade, pena que seja cercado por muros e só tem acesso ao espaço turistas que pagam 7,5 euros por pessoa.
Ponte estaiada de Santiago Calatrava

Comentários

  1. Frederico meu primo!!!! aqui estou eu deixando de ser uma prima ingrata...hehehehe
    eita que vendo essas fotos a europa é verdadeiramente um sonho. foi tu que tirou todas as fotos?
    ahh e tu quer parar aonde mesmo heim? foi pra Portugal, vai pra Itália (eita)...enquanto isso eu tô em teresina, permaneço em teresina, continuo em teresina e assim vai...hehehe
    aproveite bastante
    saudades muitasss!!!
    xeru

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

II Colóquio de Pesquisas com Simulação Computacional no Ambiente Construído

Novos cursos de Simulação: ENVI-met e DesignBuilder

Reflexões sobre o bioma Cerrado